sábado, junho 09, 2012

NILCE PROPÕE: MEDITAÇÃO OSHO: D-us não é uma solução, mas um problema

"Seja qual for o seu sonho, comece. Ousadia tem genialidade, poder e magia."
Goethe

    • A



      Pergunta ao calvinista progressista

      Élder Luís Magalhães: 


      Foto de perfil


      Gostaria que ouvisses e visses o vídeo, e me falasses o que tu entendes e apreendes da sua visão peculiar e como a podes integrar na tua identidade calvinista. Por isso coloco a questão: o que o guru plasma em rhema "fala" a si ou é apenas "logos"?
      Diga a sua opinião com sua visão aberta.

      Obrigada maninho,

      só a sua opinião,

      beijinhos...





  • há 16 minutos
    Luís Magalhães


    • Carregado por OSHOInternational em 29/08/2009





      Evolução pressupõe que a criação não está completa, daí a possibilidade de evoluir. Charles Darwin está dizendo que a criação é um processo em curso, que a existência é sempre imperfeita, que ela nunca será perfeita, somente então ela poderá continuar evoluindo, alcançando novos picos, novas dimensões, abrindo novas portas, novas possibilidades.


    • OSHO INTERNATIONAL features OSHO TALKS, information about meditation and the OSHO International Meditation Resort in Pune, India. See more links below.


    • Antes, chaverá, Nilce, esta informação: Sobre o diálogo inter-religioso

      por ANSELMO BORGES



      Aquestão do diálogo inter-religioso volta constantemente, também por causa da paz. Actualmente, a religião mais perseguida é o cristianismo.
      Para esse diálogo, há pressupostos essenciais.
      1. Religioso e Sagrado não se identificam. Trata-se de realidades distintas: religioso diz respeito ao pólo subjectivo, isto é, ao movimento de transcendimento e entrega confiada por parte das pessoas religiosas ao pólo objectivo, que é o Sagrado ou Mistério, a que todas as religiões estão referidas, configurando-o a seu modo.
      2. Questão decisiva é a da revelação. A pergunta é: como sabem os crentes que Deus falou? Mediante certas características - por exemplo, a contingência radical, a morte e o protesto contra ela, a esperança para lá da morte, a exigência de sentido último -, a própria realidade, sempre ambígua, mostra-se ao crente co-implicando a Presença do Divino como seu fundamento e sentido últimos. Como escreve A. Torres Queiruga, "não se interpreta o mundo de uma determinada maneira porque se é crente ou ateu, mas é-se crente ou ateu porque a fé ou a não crença aparecem ao crente e ao ateu, respectivamente, como a melhor maneira de interpretar o mundo comum".
      3. A leitura dos livros sagrados não pode ser de modo nenhum literal, mas histórico-crítica. Por outro lado, se toda a religião tem como ponto de partida e de "definição" esta pergunta essencial: o quê ou quem traz libertação e salvação?, a libertação-salvação total é que constitui o fio hermenêutico decisivo para a interpretação correcta dos livros sagrados na sua verdade final. Só a esta luz é que eles são verdadeiros.
      4. Condição essencial para a paz é a separação da(s) Igreja(s) e do Estado. Só mediante a neutralidade religiosa do Estado, é possível a garantia da liberdade religiosa de todos os cidadãos sem discriminação. Mas a laicidade não significa de modo nenhum que o Estado e a(s) Igreja(s) não possam e devam colaborar.
      O diálogo inter-religioso assenta em quatro pilares fundamentais.
      1. Todas as religiões, desde que não só não se oponham ao Humanum, mas, pelo contrário, o afirmem e promovam, são reveladas e verdadeiras. Desde sempre Deus procura manifestar-se e comunicar-se a todos. Assim, em todas as religiões há presença de revelação e, portanto, de verdade e santidade. Precisamente porque todas são reveladas, mas no quadro de interpretações humanas, todas são também simultaneamente verdadeiras e falsas, precisando de autocrítica.
      2. As religiões são manifestações e encarnações da relação de Deus com o homem e do homem com Deus. Elas estão referidas, isto é, em relação com o Absoluto, mas elas próprias não são o Absoluto. O Absoluto não pode ser possuído ou dominado pelo homem. Quando o homem fala de Deus, está sempre a falar do Deus dito por ele e não, embora referido a ele, do Deus em si mesmo.
      3. Se as religiões não são o Absoluto, embora referidas a ele, as pessoas religiosas devem dialogar para melhor se aproximarem do Mistério divino absoluto já presente em cada religião, mas sempre transcendente a cada uma e a todas.
      4. Paradoxalmente, o quarto pilar afirma que do diálogo inter-religioso fazem parte também os agnósticos e os ateus, pois o que, antes de mais, nos vincula a todos é a humanidade, concluindo-se, assim, que os agnósticos e os ateus são aqueles que, por estarem "de fora", talvez melhor possam aperceber-se da inumanidade, superstição e idolatria, que tantas vezes afectam as religiões históricas.
      Antes de sermos crentes ou não crentes, estamos vinculados pela humanidade comum e é pela sua realização plena em todos os homens e mulheres que devemos estar unidos. Critério essencial da verdade de uma religião é, pois, o seu compromisso com os direitos humanos e a realização plena do ser humano. O respeito pelo outro, crente ou ateu, e a salvaguarda da criação, não são algo acrescentado à religião, mas suas exigências intrínsecas.

    • Aquestão do diálogo inter-religioso volta constantemente, também por causa da paz. Actualmente, a religião mais perseguida é o cristianismo.


    • Continuo a réplica à sua interessante proposta:



      1. No livro “O Grande Desígnio”, Stephan W. Hawking e L. Mlodinow apresentaram a única candidata viável a uma completa “teoria de tudo”. A conclusão destes físicos famosos é eufórica, mesmo faltando ainda provar o modelo de um universo que se cria a si próprio: “ a Teoria M é a teoria unificada que Einstein esperava encontrar. O facto de nós, seres humanos, que somos nós próprios colecções de partículas fundamentais da Natureza, termos sido capazes de nos aproximarmos tanto de uma compreensão das leis que nos regem e que regem o nosso universo constitui um grande triunfo. Porém, talvez o verdadeiro milagre seja que considerações de lógica abstracta possam conduzir a uma teoria única que prevê e descreve um vasto universo repleto da espantosa diversidade que observamos. Se for confirmada pela observação, a teoria será a feliz conclusão de uma busca que dura há mais de 3000 anos e nós teremos descoberto o grande desígnio.”




      BENTO DOMINGUES, op

      Sem teoria de tudo

      Bento Domingues . Frade da Ordem dos Dominicanos, teólogo, professor, escritor

      S. Hawking, nomeado por João Paulo II, em 1986, membro da Pontifícia Academia das Ciências, no livro “Breve Historia do Tempo”, ainda não tinha dispensado o Criador do universo, embora já estivesse convencido que "se nós descobrirmos uma teoria completa... então nós conheceríamos a mente de Deus". Agora, com a Teoria M, Deus é dispensado da obra da Criação e do recurso embaraçoso aos Milagres. Espero que Deus lhe agradeça este alívio e que certos teólogos não se aborreçam de ficarem desempregados. Ficam com mais tempo para a “desconstrução” de conceitos idolatrados.

      Por mim, gosto que Deus tenha sido desatado das provas ou vias que nunca se sabia onde iam dar e passe a ser invocado e louvado como mistério da pura gratuidade do Amor, tão celebrado por S. João. Aleluia!

      2. Não me importa nada que na Física se procure “a teoria de tudo”, mas não gostaria que o modelo transitasse para outros campos e, sobretudo, para as práticas sociais, éticas, políticas e religiosas. As vítimas de certezas absolutas e de previsões pseudocientíficas de progresso infinito já foram tantas, que talvez seja aconselhável alguma modéstia. A Sabedoria não é inimiga da ousadia, mas cultiva o sentido da boa medida. A boa medida não é o abandono à mediocridade. Todos os impérios foram e são filhos da loucura que tudo sacrificam por amanhãs que cantam. Ser grande, tornando os outros pequenos, é preparar a própria ruína. No entanto, ainda vai levar tempo a compreender que dominação não é poder. O verdadeiro poder é uma especial capacidade de servir, de tornar as pessoas mais pessoas e não as reduzir a números ou mercadorias. Os seres humanos não podem ser usados como meios. Não têm preço, têm dignidade a respeitar e a promover. Reduzi-los a mercadoria é praticar, de forma clara ou encapotada, a escravatura e rasgar a célebre Declaração dos Direitos Humanos.

      É duvidoso que hoje, na conjuntura em que nos encontramos, fosse possível obter o mesmo consenso que teve a seguir à II Guerra Mundial. Quando, porém, se vê o que está a acontecer em diversos países, é difícil falar de primavera árabe. Assistir ao que se está a passar na Grécia – com consequências em toda a Europa- é legítimo perguntar se foi escolhido o bom caminho para enfrentar uma crise de várias dimensões. A sabedoria política foi trocada por ajustes financeiros completamente desajustados às características de cada país e aos interesses do conjunto da Europa. Transformar as medidas financeiras em “teoria de tudo” é arriscar-se a dar cabo de tudo.

      Depois de tantos tratados para realizar a UE, em vários países já se discute se poderemos viver juntos. Havia alguma predisposição para dizer que sim. A imigração dos anos 60 e 70 do século passado, em condições lastimáveis, misturou, apesar de tudo, os europeus e não só. No entanto, o que foi feito para que todos sentissem que a Europa também era sua e tarefa de todos, a nova pátria comum? Sem pluralismo vivido em diálogo de cidadãos, de povos e culturas diferentes, crescem os guetos e os movimentos nacionalistas.

      3. O desígnio da Igreja é universal, mas passaram-se décadas a sublinhar as raízes cristãs da Europa. Com razão. É verdade que as Igrejas, depois da separação no século XVI, não deram bons exemplos de respeito mútuo e de colaboração. Até à guerra recorreram. Cada uma pensava que tinha a “teoria de tudo” acerca de Deus, da verdadeira Igreja e do mundo.

      Já não estamos aí, mas o movimento ecuménico continua muito anémico e incapaz de desenhar um programa comum para a proclamada Nova Evangelização.

      50 anos depois do Vaticano II, muita gente se queixa de que a união da Igreja Católica não é procurada nem promovida pelo respeito do pluralismo e do diálogo, mas pelo centralismo e pela exclusão das vozes e dos movimentos discordantes. Em vez de uma Igreja de todos e para todos, desenvolvem-se esquemas, preceitos e medidas que levam à pergunta: E nós, deixamos de ser Igreja?

      Os movimentos cristãos dispõem de uma energia espiritual, de uma experiência junto dos mais pobres, dos doentes e dos excluídos, que devem contagiar aqueles que têm a “teoria de tudo”, mas não sujam as mãos na acção concreta.



      Público, 13 de maio de 2012










    • ‎1. No livro “O Grande Desígnio”, Stephan W. Hawking e L. Mlodinow apresentaram a única candidata viável a uma completa “teoria de tudo”. 





      Maninha Nilce, eu acredito na pressuposição de que D-us não conhece o futuro e depende da autonomia do homem para construí-lo, negando com esta afirmação o atributo exclusivo da onisciência e aí eu lanço mão da primeira interpretação da kenosis para afirmar que as intervenções de D-us no Antigo Testamento seguiram os mesmos critérios do esvaziamento de Cristo na sua humanização. 
      D-us “esvaziou-se” dos seus atributos, isto é, colocou-os de lado, sem fazer uso deles, em todos os seus atos históricos, nos quais sempre agiu em cooperação com o homem. Assim se explicam as chamadas teofanias no Tanack.
       Ainda hoje D-us age da mesma forma através de Jesus. Veja o que diz o pastor Ed René Kivitz no seu blogue: “Creio que D-us conduz a história independentemente de sua kenosis, mas entra na história sempre esvaziado, através de Jesus. Apenas para diferenciar os critérios de relacionamento de D-us com sua criação e suas criaturas, falemos de Deus exaltado (sem kenosis) e do Deus esvaziado, em Jesus (com kenosis). Deus conduz a história desde seu alto e sublime trono, Deus exaltado, mas participa da história em Jesus, o Deus esvaziado. Estes são os sentidos das teofanias: a presença de Deus, em Jesus, no Velho Testamento, antes da encarnação”.¹ Confuso, não? É um D-us ora exaltado, ora esvaziado, que vive numa zona cinzenta, onde parece não saber bem o que quer". Ed René Kivitz conclui então o seu pensamento que é um reflexo da teologia hodierna e que é igualmente o meu pensamento:

      “Quanto tempo será necessário para que os cristãos assumam que o D-us exaltado continua a agir na história como D-us esvaziado? Este é o tempo da afirmação da terceira kenosis: o esvaziamento de D-us para habitar a sua Congregação"



      É urgente encontrar um caminho de boas medidas, de bom senso. Temos a tendência a seguir o modelo do pêndulo. Se as coisas vão mal numa determinada direcção, julga-se que se acerta mudando, rapidamente, para a direcção oposta. É preferível encontrar o caminho de equilíbrios, mesmo sabendo que são instáveis. Nesse aspecto, o modelo do tear é o da sabedoria: ao ir de um lado ao outro, vai-se fazendo tecido com tudo o que de aproveitável vem do passado e com as novidades a introduzir. Isto vale o que vale: são sugestões de uma metáfora.

      Diz frei Bento Domingues: 

      A escritora Sophia de Mello Breyner Andresen, escreveu uma teologia narrativa muito original. 

      Os seus Contos Exemplares são suficientemente conhecidos. 

      Recomendo o último: Os três reis do Oriente. É um longo poema em prosa e um poema não suporta nem dá explicações. Apresento apenas uma pequena passagem, só como convite a uma nova leitura, perante a crise actual [e, no contexto da maninha Nilce, perguntamos: Que caminho seguir: Criação ou Evolução?]

      Um dos três reis do Oriente, depois de ter observado tudo, decepcionado com as consultas aos homens das ciências e da política, Baltazar virou-se para a religião.
      (…) Na manhã seguinte, dirigiu-se ao templo de todos os deuses.
      E leu estas palavras gravadas na pedra do primeiro altar: «Eu sou o deus dos poderosos e àqueles que me imploram concedo a força do domínio, eles nunca serão vencidos e serão temidos como deuses.»
      Seguiu o rei para o segundo altar e leu: « Eu sou a deusa da terra fértil e àqueles que me veneram concedo o vigor, a abundância e a fecundidade e eles serão belos e felizes como deuses.»
      Encaminhou-se o rei para o terceiro altar e leu: « Eu sou o deus da sabedoria e àqueles que me veneram concedo um espírito ágil e subtil, a inteligência clara e a ciência dos números. Eles dominarão os ofícios e as artes, eles se orgulharão como deuses das obras que criaram.»
      E tendo passado pelos três altares, Baltazar interrogou os sacerdotes: - Dizei-me onde está o altar do deus que proteja os humilhados e os oprimidos, para que eu o implore e adore.
      Ao cabo de um longo silêncio, os sacerdotes responderam: - Desse deus nada sabemos.
      Naquela noite, o rei Baltazar, depois de a Lua ter desaparecido atrás das montanhas, subiu ao cimo dos seus terraços e disse: - Senhor, eu vi. Vi a carne do sofrimento, o rosto da humilhação, o olhar da paciência. E como pode aquele que viu estas coisas não te ver? E como poderei suportar o que vi se não te vir?
      A estrela ergueu-se muito devagar sobre o Céu, a Oriente. O seu movimento era quase imperceptível. Parecia estar muito perto da terra. Deslizava em silêncio, sem que nem uma folha se agitasse. Vinha desde sempre (…).
      Parece-me vã a discussão sobre o aumento ou o decréscimo da religião, de que tanto se fala. Talvez seja preferível perguntar: que olhos me dá a fé para ver o mundo dos humilhados e dos oprimidos e que olhos me dá esse mundo para descobrir a autenticidade da fé?
      Público, 8 de janeiro de 2012









      • há 2 horas
        Nilce Pinto
        • Boa tarde maninho, entrando agora, vou ler com calma, mas não fico agora, minha irmã vem me visitar, vc vai me colocar numa enrascada, nem todos tem a sua capacidade de entendimento, por isso não postei o vídeo.
          Até mais maniho

      • há 27 minutos
        Luís Magalhães
        • Desculpa Maninha não sabia que seria um tema delicado.

      • há 26 minutos
        Nilce Pinto
        • eu penso que sim, tem muitos católicos não enetenderiam, mas tudo bem, fica tranquilo, gosto do Osho, ele é muito polemico, gosto disso

      • há 25 minutos
        Luís Magalhães
        • Gostaria, entretanto de frisar que vou publicar uma segunda parte.

      • há 24 minutos
        Nilce Pinto
        • está bem, pode publicar,

      • há 24 minutos
        Luís Magalhães
        • Lá eu descodifico porque apliquei os termos gregos rhema e logos, alterando a sua pergunta, e desculpe as modificações nela.

      • há 22 minutos
        Nilce Pinto
        • fica tranquilo Luis, o que importa são as informações, e aprendizados, nem todos estão numa mesma vibração maninho, que tem que entender e aprender vai fazer isso

      • há 22 minutos
        Luís Magalhães
        • Oshos está corretíssimo. A teologia e a inteligentzia académica está com ele.
        • Certo maninha!

      • há 22 minutos
        Nilce Pinto
        • eu sei, é que le fala duro e direto sem muitos rodeios , gosto disso nele

      • há 21 minutos
        Luís Magalhães
        • Fala como um professor universitário. Quem nunca foi à unversidade é que estranha o seu tom forte mas pausado.
        • A universidade é incisiva e incómoda.

      • há 20 minutos
        Nilce Pinto
        • é ele é diferente, vc já leu o livro dele Sementes de Mostarda, muito complicado, ele questiona tudo
        • tudo que é incisivo incomoda

      • há 16 minutos
        Luís Magalhães
        • Quero lhe dizer, caríssima, que o uso dos termos gregos foi algo intencional e algo pouco inclusivo. E que coloca em "guerra" poderes aparentemente contraditórios. -------- E aqui lembro Hegel e a sua "astúcia do logos". Coloca budistas e cristãos fundamentalistas de costas voltadas.

      • há 14 minutos
        Nilce Pinto
        • Nossa, Luís não consigo entender tanta separação em nome de um amor incondicional, isso me deixa perturbada, não consigo aceitar divisões, são homesn cheios de Egos, separando tudo isso

      • há 14 minutos
        Luís Magalhães

      • há 12 minutos
        Nilce Pinto
        • Eu tenho o livro, parei de ler rsrsr me estressou

      • há 12 minutos
        Luís Magalhães
        • A questão Nilce é se você quer ter este poder denominado de "Quarta Dimensão"... Ou se quer continuar inclusiva fazendo parte das propostas de Hans Kung:

      • há 11 minutos
        Luís Magalhães

      • há 11 minutos
        Luís Magalhães

      • há 10 minutos
        Nilce Pinto
        • Fala-me dessa proposta, a quarta dimensão tenho conhecimento

          obrigada rsrsr vc é rápido

      • há 10 minutos
        Nilce Pinto
        • vou ver e falo com vc

      • há 5 minutos
        Luís Magalhães
        • Amar a todos e trabalhar com todos sem cisões ou cercar-se de um poder que irá transformar a sua vida... para ficar contra a comunidade GLBTI, os budistas, os hinduistas, demonizando-os, mas fazendo parte de um gheto criativo e expansivo...

      • há 4 minutos
        • Veja um comentário de cristão fundamentalista:

      • há 3 minutos
        Luís Magalhães
        • Terminei de ler hoje o livro “A quarta dimensão”, de Paul Yonggi Cho, publicado no Brasil pela Editora Vida. Trata-se do terceiro livro do Pr. Paul Cho que já li. Quando adolescente e seminarista, ouvi algumas críticas a este livro; que o seu conteúdo era heterodoxo e influenciado pela cultura religiosa do Oriente. Não concordo. Para mim, o Pr. Cho, como fiel cristão oriental, compartilha com os seus leitores o conhecimento bíblico e experiencial que adquiriu sobre a arte do fé, o qual tem feito dele um ministro bem-sucedido na sua carreira. Temos que tomar cuidado com a crítica, principalmente quando é voltada àquilo que nos é diferente e estranho. O diferente não é necessariamente errado. O estranho não está logicamente equivocado. Com um grau de crítica equilibrada, recomendo a sua leitura. http://insightscristaos.com/

        • insightscristaos.com
          Renovar a mente, transformar a vida

      • há cerca de um minuto
        Luís Magalhães
        • Mais sobre Hans Kung: Hans Kung on Eternal Punishment, Hell, and Reconciliation

          Hans Kung, a well known Swiss Theologian, in his book "Eternal Life," gives some interesting insight into these subjects. On pages 140-143 he writes (be sure and see his recap at the end of this article):

          Why then at this very point should we want to stick to the letter of the Bible and to take absolutely literally metaphorical speech about the "eternal fire"? Darkness, weeping, gnashing of teeth, fire: all these are harsh-sounding metaphors for the menacing possibility that a person may completely miss the meaning of his life. In their day even Origen, Gregory of Nyssa, Jerome and Ambrose interpreted the fire metaphorically. "Fire" is a metaphor for God's wrath, "eternal" is not always understood in the strict sense in Hebrew, Greek and modern linguistic usage ("this goes on eternally" means "an indefinitely long time"). In the "eternal punishment" (Matt. 25:46) of the Last Judgment the stress lies on the fact that this punishment is definitive, final, decisive for all eternity, but not on the eternal duration of the torment. Neither in Judaism nor in the New Testament is there any uniform view of the period of punishment for sin. In addition to statements about eternal punishment, there are texts which assume a complete destruction ("eternal corruption", 2 Thes. 1:9). And throughout Church history, in addition to the traditional dualism, the possibility of annihilation or even universal reconciliation (restitutio omnium, apocatastasis ton panton) have been defended.

          But, however the scriptural texts are interpreted in detail, the "eternity" of the punishment of hell may never be regarded as absolute. It remains subject to God, to his will and his grace. And individual texts suggest -- in contrast to others -- a reconciliation of all, an act of universal mercy. As Paul -- for instance -- says in the Letter to the Romans: "God has imprisoned men in their own disobedience only to show mercy to all mankind" (Rom. 11:32). And anyone who thinks he knows better should listen to the verses immediately following, which Paul takes almost entirely from the Old Testament: "How rich are the depths of God -- how deep his wisdom and knowledge -- and how impossible to penetrate his motives or understand his methods! Who could ever know the mind of the Lord? Who could ever be his counsellor? Who could ever give him anything or lend him anything? All that exists comes from him; all is by him and for him. To him be glory for ever! Amen" (Rom 11:33-36).

          . . . . . To insist on the problematic character of the idea of eternal punishment in hell -- which on the whole only plays a small part in the New Testament -- is not the same thing as questioning the biblical idea of judgment which runs right through the New Testament. Dying into God, as we observed, has a judicial-purifying character. As will become clearer later, a superficial universalism which regards all human beings as saved from the very outset would not do justice to the seriousness of life, to the importance of moral decisions and the weight of the individual's responsibility. Whether the punishment of hell is eternal or not, a person is fully responsible, not only before his conscience -- which is the voice of his practical reason -- but also before the absolutely final authority, before which his reason is also responsible. And it would certainly be presumptuous for a person to seek to anticipate the judgment of this absolutely final authority. Neither in one way nor in the other can we tie God's hands or dispose of him. There is nothing to be known here, but everything to be hoped.

          What then is to be said about hell and the punishment of hell? We can now recapitulate what has been said:

          Hell in any case is not to be understood mythologically as a place in the upper or underworld, but theologically as an exclusion from the fellowship of the living God, described in a variety of images but nevertheless unimaginable, as the absolutely final possibility of distance from God, which man cannot of himself a priori exclude. Man can miss the meaning of his life, he can shut himself out of God's fellowship.

          The New Testament statements about hell are not meant to supply information about a hereafter to satisfy curiosity and fantasy. They are meant to bring vividly before us here and now the absolute seriousness of God's claim and the urgency of conversion in the present life. This life is the emergency we have to face.

          Anyone who fails to perceive the seriousness of the biblical warnings of the possibility of eternal failure judges himself. Anyone who is inclined to dispair in face of the possibility of such a failure can gain hope from the New Testament statements about God's universal mercy.

          The eternity of the "punishment of hell" (of the "fire"), asserted in some New Testament metaphorical expressions, remains subject to God and to his will. Individual New Testament texts, which are not balanced by others, suggest the consummation of a salvation of all, an all-embracing mercy.






            • Ser, saber , viver , acontecer .... algumas vezes nos deparamos com situações nas quais precisamos raciocinar , os imprevistos podem fazer com que o julgamento precipitado venha a tomar conta da nossa mente e do nosso coração ! Muitas vezes o que o nosso semelhante precisa é de apenas uma palavra , um pequeno gesto de carinho ou de amizade , talvez um minuto da nossa atenção , mas infelizmente , o nosso raciocínio muitas vezes não concorda com tal atitude , prejulgamos a tudo e a todos sem ao menos parar para pensar !


          • Nós estamos numa fase de evolução na qual retroceder a princípios primitivos é perca de tempo , é hora de olhar para frente , rumo à evolução do universo e do ser. Os seres espirituais hoje já ensinam uma nova lição , já estão mudando o estágio do aprendizado para nós humanos, e precisamos colaborar com esta evolução espiritual . Cada um vê de uma forma, na qual realmente quer enxergar a situação , o seu foco é exatamente o que você pensa , se você achar que a sua vida ou a vida de outro semelhante é de tal forma, assim será , agora se você achar que deve e merece ser feliz, que a felicidade está ao seu lado , assim também será ! Tudo vai depender do seu foco de visão , o que a sua mente quer ver e concluir , mas vale lembrar que as novas lições espirituais de evolução não param, já é hora de mudar , de começar a enxergar a vida de uma outra maneira , é hora de treinar o pensamento e usá-lo de uma maneira mais sábia. A sua opinião vale muito , é preciso tê-la ao invés de procurar na mente alheia , este já é um importante passo, quando você se conscientiza e segue um novo caminho em sua vida , muito mais direcionado, sem julgamentos precipitados, com novas ações , novos aprendizados e uma nova luz !




        • MARCELO DI SHADAY


      • PROGRAMA PRAIA ZEN


    • TODOS OS SÁBADOS , ÀS 15 HS



    • PRAIA FM , 106,1

  • www.praiafm.com.br

Sem comentários:

Enviar um comentário

Shalom! Welcome to CAV Reformed Theology

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.




Uma identificação última com a essência fundamental das igrejas ou espiritualidades não significa, de modo nenhum, que estejamos de acordo com todas e cada uma das coisas que se fazem nelas.

O teólogo K. Rahner escreve: 
"O autêntico dogma nas Igrejas constitui algo que me obriga absolutamente. Como cristão e como teólogo, com certa ansiedade de espírito e coração, devo perguntar-me - com não pouca frequência - qual é o verdadeiro sentido de uma afirmação que o magistério das Igrejas mantêm como dogma, para lhe dar o meu assentimento de modo honesto e tranquilo. 

"Ao longo da minha vida nunca senti que isso fosse impossível. Em relação a esses dogmas, dei-me conta, claramente, que só podem ser bem entendidos quando se torna patente o seu sentido na linha da abertura ao mistério de D-us, sabendo, por outro lado, que foram formulados em condicionamentos históricos determinados. Esses dogmas encontram-se inevitavelmente numa espécie de amálgama que, de facto, não pertence ao conteúdo da declaração dogmática e que pode mesmo levar a que esse conteúdo seja mal interpretado. Isto acontece também porque esses dogmas estão formulados como regulações linguísticas que, para serem fiéis à realidade a que aludem, não deveriam permanecer sempre iguais, nem com as mesmas palavras com que foram formulados. 

"As coisas são diferentes quando se trata deste ou daquele ensino mantido pelo magistério como oficial, apresentado como vinculante, mesmo que não tenha sido 'definido'. Julgo que, por exemplo, nem a argumentação básica nem a autoridade de ensino das Igrejas a que, de facto, se recorre oferecem um fundamento convincente e obrigatório para aceitar a discutida doutrina católica de Paulo VI na 'Humanas Vitae'. O mesmo se diga acerca da declaração feita pela Congregação Católica da Doutrina da Fé que pretende excluir, por princípio, a ordenação de mulheres, como algo a aplicar em todos os tempos e culturas" (cf. "Scriften" XIV, 1980).

Labels

"Only the Father" (1) “Temendo a Deus” (1) 1 (1) 180 grados (1) 4 Pontos do Novo Calvinismo (1) 5 Ways You Will Be Mistreated (1) a comunidade ao mesmo espírito. (1) A IMPOSSIBILIDADE LÓGICA DE JESUS ('YESHUA') (2) A lo Cielo con ustedes (1) A MAIS BELA FLOR (1) A MINHA DESPEDIDA DO CONSERVADORISMO (1) A mulher de Jesus e o Próprio Jesus (1) A ORIGEM DO MAL (1) A palavra El (1) A palavra Ιησουα é feminina (1) A Partícula de Deus (1) A Tradição Adâmica (1) A VERDADEIRA FIDES (3) A vida foi feita para ser vivida (4) A vida foi feita pra ser vivida (1) A Vida Oculta de Jesus (2) Abalemos as Nossas Instituições Divididas (2) Abraão (2) acaba induzindo (1) Adam (1) Adam Harishon (1) Adam Kadmon (1) Adão e Eva (1) ADELE (1) Adjetivos a YHWH (1) ADN (1) Afetos (2) Aliens (1) ALMA (2) AMAR INCONDICIONALMENTE É UMA ARTE (3) Amen (1) AMIGOS (2) Aminata - Um caso de Mutilação Genital | Circuncisão na Alemanha (1) AMOR À INÊS (1) AMOR DE MANINHA (1) AMOR IDIOTA (1) Andre Luchi - Deep Inside Ft. Priscila Prix (Andre Motta Funk Side Mix) (1) Andrés Torres Queiruga (1) Anselmo Borges (3) ANTENA 3 TV AO VIVO (1) Antropologicamente Profundo (1) Apocalipse (1) Apologética Judaicas (1) Arcanjo Gabriel (1) Arcanjo Miguel (1) Armageddon (2) Armindo dos Santos Vaz (4) Arrebatamento (1) ASCO DE VIDA (1) Asham (1) Assexualidade Mística e o Arrebatamento (4) Auto-conhecimento (2) Baal (1) Baptismo (1) Batistas (1) Belém (1) Bíblia (5) BÍBLIAS HEMEROTECA (1) BÍBLIAS HEMEROTECA - EM BUSCA DA VERDADEIRA TRADUÇÃO | Tradução Correta do NT (3) BIBLIOTECA DE TEOLOGIA E EXEGESE ECUMÉNICAS - LINKS (1) BIG BANG (4) Bispas (1) Bispo Aprigio e o Apocalipse (1) Blogues (1) Braga e os Bispos (1) Buenas noches y Buenafuente 1x06 HD | 20/05/2012 | Completo (1) Cabras a cantar são nova sensação do YouTube (1) CALACUS (2) Calvinismo (4) Calvino (1) Caparot (1) Capitalismo não ético (1) Caraítas (2) Carman (1) Carmelitas. Uma vida de oração (1) CARREIRA DAS NEVES (1) Carta aos Hebreus contestada (1) Carta de Deus (1) Carta do HaShem (1) Carta do HaShem a um yehud antinomiano (1) Casa de José (1) Casa de Judá (1) Casamento Judaico (1) Catequese (1) Catequese - Lições (2) Católicos tradicionalistas (1) Cauvinismo (1) CBN LIVE (1) Céu (2) Christianity (1) Ciência (1) CINA (1) Ciúmes (2) Comensalidade (1) Community (1) Compaixão (1) Conservative Judaism (1) Consultório Sexual (3) Contraditório Judaico ao B´rit Hadashah (1) Conversão (2) Conversas com a Nilce (1) Corpo de Deus (1) Criação (1) Cristianismo Progressivo (3) CRISTIANISMO TRINDADE E MITRAÍSMO (1) Cristianismo versus Judaísmo (2) Cruz (1) CUIDADO COM QUEM ANDA - AMISH GRACE - FILME SOBRE A FÉ AMISH NO MOMENTO DA MORTE (1) Culinária (1) D-us morreu no Holocausto? (1) D'us (1) D'us Ele-Ela (1) DAM (1) DAVID É O MESSIAS REENCARNADO (1) de Sandi Dubowsk (1) Debate (4) Debate: Israel não havia quebrado a aliança antes da vinda de Jesus (1) Debates de Afecto Com Uma Feminista (3) DEFICIENTES (1) Deificação (3) Deus (2) Deus Ele - Ela (2) Deus. (1) DEZ MANDAMENTOS (3) Diálogo com o Judaísmo (3) DIÁLOGO ENTRE ATEUS E CRENTES (2) DIÁLOGOS COM O MEU PASTOR BATISTA (1) DIÁLOGOS DE POESIA (2) Disciplina (1) Dízimo (2) DOES JUDAISM NEEDS G-D? (2) e não observada. Não seja plateia (1) É razoável acreditar num Deus? (1) e sim ator. Porém (1) Easter (1) Echad (1) Economia (2) ECUMENISMOS (1) Ed René Kivitz (1) Efraim (1) Eibissa (1) El Cristianismo y las grandes religiones (1) El Hijo de DIos - Teaser Western bíblico futbolero (1) Élder Luís Magalhães Apresenta Judaísmo e Osho (1) Elias (1) EM BUSCA DA BÍBLIA (1) EM OBRAS (1) Emoções (1) Enoch (1) Equality & Gender Issues (1) Escatologia (6) ESCATOLOGIA CRISTÃ (5) ESCATOLOGIA JUDAICA (5) Escatologia Judaica Crente em Yeshua (3) Escatologia Muçulmana (1) ESCOLA DE TEOLOGIA (1) ESCOLA DE TEOLOGIA E BIOLOGIA (1) Escórias (1) Estatísticas (1) ET'S (1) Ética (1) Eunuco (1) Evolução (1) exegese (1) Existe uma guerra espiritual como é interpretada em Efs 6:12? (1) Experiências após a morte (1) Ezequiel 23:20 em Mazal (1) Ezequiel 28 (1) Falo (1) Famílias (1) Fátima (1) FAV TWEETS (1) Feminismo (1) Festas (2) FILISTEUS (1) Filmes místicos (1) Find people who care much more about works of compassion and about inner spiritual growth than they do about doctrines. (1) Frei Bento Domingues (2) FUN AND SPORTS (2) FUTBOLEROS TV (1) Gays (1) Genealogia (2) Génese (1) Genesis (1) GÉNESIS 1-3 (5) GÉNESIS 1:1 (1) Genizah (1) GEOLOGIA (1) GLBT (9) GLBTI (2) Gnosticismo (1) Guehinom (1) Guerra (1) Guerras (1) Guilgul Neshamot (2) HA Satan (2) Hades Intermediário (1) Halal (1) Hans Küng (1) HaShem (1) Hassidismo (1) HEMEROTECA DE EBOOKS (1) Hesed (1) Hora do Enterro de Jesus (1) HUMOR (2) Humor bizarro (1) Identidades religiosas em Portugal: identidades (1) Idolatria (1) IGREJA DE INGLATERRA (1) Igreja Evangélica (1) Igreja Ortodoxa (3) iguais-aos-Apóstolos (1) Illuminati (1) Imagens (2) iMissio (1) Imortalidade (2) improvise. (1) Impureza (1) Índice (1) INFERNO (4) Inquisição Católica (1) Inquisição Protestante (1) Inquisições (1) Intercessão (1) INTRO (1) Irmãos de Jesus (1) Isa (1) Isaac (1) Isaías 9:6 (1) Islam (2) ISRAEL (2) Javá (1) Jean Cauvin (1) Jesus (7) JESUS ANTES (1) Jesus Cristo - um presente dos gregos - Ivani de Araujo Medina (1) Jesus Cristo Presente Dos Gregos (1) JESUS DEPOIS.... (1) JESUS E AS RELAÇÕES DO MESMO SEXO (1) Jesus e o Centurião (1) Jesus foi preso na noite de terça-feira (1) JESUS NÃO DESCENDE DE DAVID (1) Jesus um Plágio? (1) João 1 (1) João 1:1 (3) JOÃO 1:1 Mateus 2:23 Isaías 53 (3) JUDAÍSMO (8) Judaísmo 101 (3) Judaísmo Humanista (1) Judaísmo Liberal (2) Judaísmo Trinitariano vs Judaísmo Monoteísta Puro (1) JUST LIVE LIFE (1) Kabbalah (4) Kasher (1) Kashrut (1) La Historia de la Religión en 1 Minuto (1) Laicidades (1) Lapidação (1) Leandro Lima - Uma Defesa do Batismo Infantil e por Aspersão (1) LECTIO DIVINA (1) Lefebvrianos (1) LEI DE NEWTON (1) Leis e costumes de Iom Kipur (1) Leis Noahides (1) LGBQ (1) LIBERALISMO (1) Lilith (4) Links (1) LOGOS FM (1) LUTERO 2016 (1) Lutero e o Mal (2) MACEDO DE CAVALEIROS (1) Maçonaria (2) Mahdi (1) Mal (1) Malkitsdec (1) MANIF (1) MANTRAS (1) Mário Soares (1) MAS APENAS O PRIMEIRO HEBREU - J. Herculano Pires e Anselmo Borges (1) mas um problema (1) masculina ou neutra ou dual? No meu link da SEPTUAGINTA (1) Mashiach Ben Constantinus (1) Massiach (1) Masturbação (1) MATEUS 16:20 (1) Mazal (8) MAZAL HOJE - O DIABO | AS RELAÇÕES HUMANAS | O CRIACIONISMO (2) Medula Óssea (1) Meet the Amish (1) Melania Trump (1) Mesopotâmia (1) Milénio (1) Mística (2) mística nupcial (1) Mitch Hedberg (1) Mitos sexuais (2) Moisés (1) MOMENTOS DE FÉ E COMPAIXÃO (1) Monja (1) MONOGAMIA | PRAZER | ROMANTISMO (1) More Ventura Twitcam (1) Moré Yossef Felix (1) Morte (2) Mortes (1) Mudanças (1) mulher (1) Mulher Segundo o Judaísmo Bíblico (1) Mulheres (1) MÚSICA (3) Música Judaica (1) não ensaie (1) não existe Neemias 11:16 (1) Nascimento de Jesus (1) Nascimento Virginal (1) Nasi (1) Nazoreu (1) NDE (2) Near Death Experience (1) nem Adão (1) Nem Eva (1) nem pecado original (1) no nível energético (1) Noiva do Cordeiro (1) O Fruto do Pecado Original (1) O mal (1) O Maligno (1) O MEU SITE (1) O mito do lençol manchado de sangue (1) O Nome (1) O Nome de Deus (1) O Nosso Destino Futuro (1) O Racialismo Excêntrico do Falo e de Lilith (2) O Ritual Tashlich (dos Peixinhos) (1) O SEXO DOS ANJOS (1) O sexo é a música do matrimónio (1) O TEMPO (1) O testamento do Papa Bento XVI (1) OIEV (1) Online Contemporary Jewish Community. (1) Open Theism (2) ORAÇÕES PELOS DOENTES (1) ORAR (1) Origens (1) Os Novos Dez Mandamentos (1) OSHO (1) OSHO: D-us não é uma solução (1) Osservatore Romano (1) Ovnis (1) Oxysgenos Design (1) Padre Beto (1) Padre Carreira das Neves (1) Padre da Lixa (3) Padre Quevedo (1) Padrões da Comunidade do Facebook (1) Palavra da Sabedoria (1) Pânico Na Band - 29/07/12 - COMPLETO (HD) (1) Papa (2) Paper.li (1) Parousia (1) PASTOR BATISTA FAMOSO E ESQUECIDO (1) PASTORES QUE NÃO ACREDITAM EM DEUS (1) Paulo Brabo (1) PDF (1) Pecado contra o Espirito Santo (1) Pecado Original (7) Pecado Original não existe nos Judeus (1) Pensar (1) Pentecostes (1) Perdão (1) PERDOAR (1) Peshitta (1) Pessach (2) Pitonisa (1) Poesia (1) POLÍTICA SEXY (1) Political and Religious Subjects (1) Porque razão o inconsciente tem uma atuação mais forte do que o consciente? (1) Post Mortem (1) Predestinação (2) Profecia (1) Purgatório (1) quebrou quando não creu Nele? (1) Quiyamah (1) Rabinato (1) Rabino Marcos Andrade Abrão (2) Rabino Marcos Andrade Abrão (1) Rádio Goom (1) Rádio Los 40 (1) RAP (1) Reencarnação (1) REFO 500 (1) Reform Judaism (2) REFORMATION (1) Regressão (1) Religião Hebraica e Cananita (1) Religiosas(os) de Clausura (1) Ressurreição (6) RETRO TUMBLR (1) Ricardo Gondim (1) RIT - Programa Vejam Só - A Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal (1) Ritual Kosher (1) Ritual Tashlich (dos Peixinhos) (1) Romanos 9 (1) ROMANOS 9 | PREDESTINAÇÃO | LIVRE-ARBÍTRIO | LIVRE AGÊNCIA | ADÃO NÃO FOI O PRIMEIRO HOMEM (1) Rosh Marcos Andrade Abrão (3) Ruído (1) Sacerdócio Feminino (1) Sacrifício de Jesus (1) Sacrifícios (1) SALMO 23 (1) Salvação (3) Samael (1) Samaritanos (1) Samuel (1) Sangue (1) Santidade Judaica (1) Santíssima Trindade (3) Santo Ofício (1) Santos (1) Santos Constantino e Helena (1) SARAH (1) Satan (2) Saúde (1) Saul (1) Serpente (1) Sete Leis de Noach (1) Sete Mandamentos (1) Sete Mandamentos de Noach (1) sexualidade (2) Shabbat Shalom (2) Sharia (1) Shechita (1) SPAM (1) Street View (1) Talmud (2) Talmude (1) Tanach (1) TANTRA (1) Teísmo Aberto (2) teologia (1) Teologia Relacional (1) Teólogo Kadu Santoro (1) TERCEIRA GUERRA MUNDIAL (1) TESE SOBRE HOMOSSEXUALISMO (1) Teshuvá - Tefilá - Tzedaká (1) Texto antigo fala que o Prefeito Pôncio Pilatos ofereceu sacrificar filho no lugar de Yeshua (1) The House of Yahweh My Side of the Story (1) The Shlomones -I'm Going to a Seder - Passover Pesach (1) This is my Bible (1) TIMELINE (1) Tom Horn (1) Torah (1) TORAH COMPLETA (2) Tradução Correta do NT (2) Transfusões de sangue (2) TRANSMUTAÇÃO (1) Tratado de Sotá (1) Tratado de Sucá (1) TREVAS (1) Trindade (4) tumblr pessoal (1) TUMBLRS (2) TWEETS (1) TWEETS LIBERAIS E CONSERVADORES (11) TWITCAM (1) TWITTERS QUE SIGO (1) TWWW.TV (1) Tzemah Yoreh (1) Um pastor sexualmente culpado e promiscuo (1) UMA PESSOA QUE NASCEU SURDA MUDA PENSA EM QUE IDIOMA? (1) UNÇÃO (1) Unitarismo (1) Valedor (2) VALORES (1) valores e práticas - 2011 (1) Verbo (1) Véu (1) Vida de Contemplação (1) VINGANÇA (1) VIOLÊNCIA (1) Virgem Maria (1) VIVER (1) Você crê em Deus ou em Elohim? (1) Yachad (1) Yachid (1) YESHAYAHU/ISAÍAS 52:13—53:12 (1) Yeshu (1) Yeshu ha-Notzri (1) Yeshua (4) Yom Kippur (1) Yoshke (3) Yossef Pai de Miriam (1)

VERBETE SOBRE CIÚME

Read more

GLBT News

Read more

ESKUP ÚLTIMA HORA

Tuultimolibro




Padrões-da-Comunidade-do-Facebook e do Judaísmo Secular ou Humanista » http://cavrt.blogspot.pt/2012/10/padroes-da-comunidade-do-facebook.html



Robespierre Cardoso da Cunha
Simples o dominio que esta por trás dela é de um anjo caído ...HA'Satan


Francisco Sales Gonzaga
só isto e prq eles seguem anjo caido?será que o sujeito ñ esta vendo o anjo caido não? gente acorda!!!!!


Regina Da Silva Farias
ñ é nda por causa de anjo nenhum é por causa de poder só isto e riquezas ela sabe que se começa falar a vdd tera que devolver oque tomou dos inocentes a 2mil anos e tera que pga pelos crimes que cometeu nestes 20 seculos!


Regina Da Silva Farias
ela ainda é muito poderosa esta na epoca do barro mas ainda é muito forte!


Alcides Jose de Castro
Mas como posso ser conhecedor da vdd e ensinar a mentira?pode patecer ingenuo de minha parte mas quantas pessoas nas trevas.e JESUS CRISTO,O NAZARENO sempre diz que a vdd liberta.como posso cultuar imagens de gesso uma vez que D+us busca adoradores que o adorem em Espirito,pela fé.


Francisco Sales Gonzaga
A idolatria e depravação dos homens>A ira de DEUS se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detém a verdade pela justiça; romanos cap;1;vers;18porquanto o que de DEUS


Francisco Sales Gonzaga
se pode conhecer é manifesto entre eles,porque DEUS lhe manifestou.vers;19!


Magalhães Luís
Eu ainda não percebi porque razão se afirma que a Igreja Católica leva à idolatria. Como é que uma teologia apoiada em Santos e teólogos de primeira qualidade ainda leva a uma questão do século XVI?! Quando as Igrejas da Reforma que tinham essa disputa já chegou a um entendimento da postura Católica. Para chegar a uma posição consensual nas cerimónias litúrgicas ecuménicas recorre-se a ícones.


Magalhães Luís
Continua-se a pensar a partir da mentalidade sectariana evangelical, unicista, unitariana, judia-muçulmana...


Magalhães Luís
E aos crentes em Yeshua vão estudar mariologia. Passo 1: http://pt.scribd.com/doc/99504667/MARIOLOGIA



X
Alcides Jose de Castro......a igreja católicas criou muitos costumes para se diferenciar entre as religião....para aderir mais adeptos.....criou costumes quem nem existe na Biblia,o de padre não poder casar,isto não existe, é apenas uma forma que igreja católicas achou de não dividir seus bens.....do vaticano não dividir seus bens com estas famílias....mais podemos ver muitos filhos bastardos jogados ao leu.....muitos jovens sendo usados pelos padres....não existe a crisma....entre muitos outros costumes ....o de idolatria....pois o Papa é o maior criador de imagens....mais pela posição social .....e politica ....pela força de poder politico.....ela consegue continuar a enganar......um pastor disse em uma de suas pregações que a África sofre até hoje as consequências das escravidão.....do Egito.....pois lá foi o lugar que Cristo foi crucificado.....e pela nação do Egito ser um povo negro.....entendeu-se que é racismo.....mais na verdade é só as consequências de pecado do passado.....Deus acabou com Sodoma e Gomorra pelo pecado do luxuria.....do imagens ....e idolatria ..e do homossexualismo que existia na época.....e este mesmo pastor disse que Deus ama os homossexuais....mais condena seus pecados.....foi criticado por isso ...e o Papa para defender a família católica disse a mesma frase.....que Deus ama os homossexuais mais condena seus pecados....ama as pessoas mais não seus erros.....e ninguém se importou....nada houve contra ele......tudo que a igreja católica aprova ....fala......por causa da politica...economia......do poder......tudo é aceito......e se de qualquer religião disser.....é condenado......a justiça do homem é cega......a justiça do homem é conveniente......só a Deus....é justa e fiel......por isso nunca vamos enteder ninguém nem o mundo pois os homens são corruptos e todo mundo tem um preço.....e cada um mostra seu valor na hora da verdade.......o mundo jás do maligno......e o que vale....entre muitos é sobreviver......enquanto deveria ser saber viver.....pois sem YHWH não somos nada......ou podemos até ser por um tempo.....mais não podemos ser o tempo todo...assim é a verdade e a mentira......tudo pode durar por um tempo mais nunca o tempo todo.....Deus tira as mascaras.....desnuda os soberbos....rebeldes...desobedientes.....arrogantes......


Magalhães Luís
A questão do Padre ser casado ou não, não tem a haver com argumentos materialistas. Que estão presentes, é claro, ninguém contesta isso. Mas o Padre casa misticamente com Jesus. Que é superior a qualquer casamento humano.


X
PAZ DE ESPÍRITO, MELHOR CALMANTE!
Às vezes as tribulações da vida nos deixam abalados e perdemos a paz e o sono. Sentimo-nos acuados e encurralados por sentimentos turbulentos que assombram nossa alma. O melhor remédio para um sono reparador é a paz de espírito, fruto da confiança em Deus. o rei Davi, quando estava passando o momento mais amargo de sua vida, fugindo de seu próprio filho Absalão, que queria tirar-lhe a vida e tomar-lhe o trono, disse: "Deito e logo pego no sono, porque só tu, Senhor, me fazes repousar seguro".


Magalhães Luís
Eu sou um cristão que está casado misticamente com Jesus; não o troco por mulher alguma.


Magalhães Luís
Sou celibatário com toda a liberdade.


Magalhães Luís
Todo o sacerdote apaixonado por Jesus devia ser celibatário.


Magalhães Luís
Estou com São Paulo.


Magalhães Luís
1 Coríntios 7: 32 Pois quero que estejais livres de cuidado. Quem não é casado cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor,

33 mas quem é casado cuida das coisas do mundo, em como há de agradar a sua mulher,

34 e está dividido. A mulher não casada e a virgem cuidam das coisas do Senhor para serem santas, tanto no corpo como no espírito; a casada, porém, cuida das coisas do mundo, em como há de agradar ao marido.

35 E digo isto para proveito vosso; não para vos enredar, mas para o que é decente, e a fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distração alguma.
João Ferreira de Almeida Atualizada (AA)


Magalhães Luís
"O homem não casado e o virgem cuidam das coisas do Senhor para serem santos, tanto no corpo como no espírito; o casado, porém, cuida das coisas do mundo, em como há de agradar à esposa."


Magalhães Luís
"A mulher não casada e a virgem cuidam das coisas do Senhor para serem santas, tanto no corpo como no espírito; a casada, porém, cuida das coisas do mundo, em como há de agradar ao marido."

X
Se o padre tem a ideia que casa com Jesus Magalhães Luís.....ainda é pecado maior ainda...de ignorância pois todos os padres tem suas amantes.....e o vaticano incoberta oculta tudo isso....sempre que aparece na mídia algo sobre isso de um padre ele fica um tempo fora e depois volta......lá tudo é acobertado....esse negocio de celitabo....é falso.....veja o Francisco renunciou.....ficou um tempo acobertado....e hoje já mora quietinho nos palácios do vaticano.....lá tudo funciona na mesma politica.....tudo se acoberta.....todos os estupros......toda luxuria......todo fruto da carne é acobertado e oculto pelo vaticano.....se você cre que existe mesmo celibato na igreja católica você é muito ingênuo.....


Magalhães Luís
"E digo isto para proveito vosso; não para vos enredar, mas para o que é decente, e a fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distração alguma."


Magalhães Luís
Pois eu não tenho amante alguma. Só Jesus na minha vida. E comigo tenho muitos santos.


Magalhães Luís
E não vivo na lúxuria.

X
Algum crente.....já foi casado com uma mulher por caridade?


Magalhães Luís
Sim. Por caridade. Existem crentes assim. Para as tirarem da prostituição. Com autorização eclesiástica. Nada às escuras. 


X
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk......quanta hipocrisia Magalhães Luís


Magalhães Luís
Agora essas mulheres estão casadas com pessoas que realmente as amam no aspecto unitivo e procriativo. Cristãos praticantes. E nessas congregações toda a gente participa nesses eventos reconstructivos da nova biografia dessas almas.

X
Você está vendo que você só confirmou tudo o que eu disse Magalhães Luís.....o Vaticano aprova....tudo......e os padres enganam a si mesmos....pois a sociedade já sabe ....sem essa de caridade.


Magalhães Luís
Com certeza, mas não é da ICAR. Não menciono denominações. E foi um pedido de uma outra Igreja a outra Igreja. Que pediu ajuda. Pois não sabiam mais como ajudar. Foi algo interconfessional. Contaram-me. Gente de credibilidade.


X
Você não precisa casar com uma mulher para ajudar ela Magalhães Luís.........Para de se enganar com esses da clerezia.....Fica dizendo essas heresias absurdas de caridade e outros besteirol.


Magalhães Luís
José casou com Maria, a nossa Mãe, por caridade e obediência.


Magalhães Luís
Sabia disso?! Para não ser apedrejada.


X
Magalhães Luís......me desculpe...mais com a hipocrisia deslavada não dá da para falar.....e voce ainda fica argumentando se achando o bom......me poupe...desta.....todo o padre tem amante sim e é acobertado pelo Vaticano.......ele sabe que não vive o pecado pois casar e ter família não é pecado.....o pecado é a hipocrisia....sua de disser que era só caridade......


Magalhães Luís
José casou com Maria, a nossa Mãe, por caridade e obediência. Sabia disso?! Para não ser apedrejada. Sabia. Estou apenas a imitar o santo.


Magalhães Luís
E mais: "O homem não casado e o virgem cuidam das coisas do Senhor para serem santos, tanto no corpo como no espírito; o casado, porém, cuida das coisas do mundo, em como há de agradar à esposa."

Magalhães Luís "A mulher não casada e a virgem cuidam das coisas do Senhor para serem santas, tanto no corpo como no espírito; a casada, porém, cuida das coisas do mundo, em como há de agradar ao marido."


Magalhães Luís
"E digo isto para proveito vosso; não para vos enredar, mas para o que é decente, e a fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distração alguma."


Magalhães Luís
Destaco: "A fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distração alguma."


Magalhães Luís
Sem distracção alguma.


Magalhães Luís
Sem distracção alguma.


Magalhães Luís
Sem distracção alguma.


Magalhães Luís
Destaco: "A fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distracção alguma."

X
Magalhães Luís.....ou voce é muito safado.....ou é ignorante.....Jose amava a Maria....já estava para se casar com ela......e por ser um homem temente a Deus....e por um anjo ter falado com ele....e por ele ver que ali se fazia a gloria de Deus.....se fazia cumprir as promessas.....e depois eles tiveram muitos outros filhos.....ele respeitou Maria no tempo que Deus deu a ele....mais a mulher que voce casou não precisava de sua caridade desta forma......me engana que eu gosto.....isso tem outro nome......que vergonha usar as Palavras Bíblicas para justificar esta heresia blasfêmia...hipocrisia....



Magalhães Luís
José amava Maria?! E por um Anjo ter falado com ele?! Isso é em Mateus 1:20. Em "19José, com quem Maria ia casar, era um homem que sempre fazia o que era direito. Ele não queria difamar Maria e por isso resolveu desmanchar o contrato de casamento sem ninguém saber."


Magalhães Luís
Veja: "José, com quem Maria ia casar, era um homem que sempre fazia o que era direito. Ele não queria difamar Maria e por isso resolveu desmanchar o contrato de casamento sem ninguém saber.""


Magalhães Luís
Não fala de amor. Fala de fazer tudo direito.


Magalhães Luís
E mais » Escreve São Paulo: "E digo isto para proveito vosso; não para vos enredar, mas para o que é decente, e a fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distracção alguma."


Magalhães Luís
 E centre-se no que diz São Paulo: "E digo isto para proveito vosso; não para vos enredar, mas para o que é decente, e a fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distração alguma."

X
Magalhães Luís.....as pessoas usam versículos da Biblia...e querem usar em sua vida achando que estão fazendo as mesmas coisas igual da Palavra....se voce se casou com alguém seu celibato se foi no casamento.....hoje voce pode ser uma pessoa resguardada......mais não no celeibato...na pureza.....


Magalhães Luís
O celibato, no meu caso é retomado quando eu quiser. Eu quando fiz o voto de celibato não era perpétuo. Pois era um religioso calvinista, não era um religioso católico. Tinha alguns privilégios especiais. Eu queria crescer no conhecimento do Senhor. Sem distracções.


Magalhães Luís
E durante anos não me distraí do Senhor.


X
Eu já fui da Igreja Católica e tenho muitos da família na igreja católica e sei como funciona estas coisas lá....


Magalhães Luís
Se sei algo hoje devo-o a esse tempo. "O homem não casado e o virgem cuidam das coisas do Senhor para serem santos, tanto no corpo como no espírito; o casado, porém, cuida das coisas do mundo, em como há de agradar à esposa."


Magalhães Luís
Eu fui monge a tempo inteiro e sei como funcionam estas coisas lá...


Magalhães Luís
Não ouvi dizer.


Magalhães Luís.....quando voce perde a virgindade.....perdeu amigo....quando perdemos algo....esta perdido principalmente num caso como esse......a pureza.....é assim ou se é ou se não é.....deixa de hipocrisia.....voce já de certeza se deitou ou coabitou com alguém e quer me dizer qaue é puro sexualmente.....me poupe......


Magalhães Luís
"E digo isto para proveito vosso; não para vos enredar, mas para o que é decente, e a fim de poderdes dedicar-vos ao Senhor sem distração alguma."


Magalhães Luís
Celibato não é virgindade.


Magalhães Luís
Celibato não tem a ver com ser puro sexualmente. Isso é ser monge budista.


X
HIPOCRISIA....Magalhães Luís..........voce não vive de celibato assim como nenhum padre vive isso é só enganação.....enganam vocês mesmos e tentam enganar os outros.........besteirol.........o celibato é um costume só no papel.....de igreja católica.....mais na pratica não funciona.....de forma nenhuma........HIPOCRESIA>>>>>>>>>>
No dicionário Magalhes esta escrito assim: Celibato estado de uma pessoa que se manteve solteira...celeibatario que ou aquele que nunca se casou.......portanto.......para de HIPOCRESIA.....

Magalhães Luís
Os três conselhos evangélicos (de «virgindade-pobreza-obediência») constituem teologicamente um unicum. Os três conselhos não são separáveis: na sua unidade eles evocam a fé na Santíssima Trindade (escolhe-se ser pobre perante o Pai rico de todos os dons; obedientes como o Filho; virgens pelo amor unificador e fecundo do Espírito Santo), eles unem intimamente o cristão ao mistério do Filho encarnado que viveu pobre, casto e obediente; exprimem com radicalidade o dinamismo das três virtudes teologais; conduzem ao redescobrir da estrutura originária do ser humano e an­tecipam o mundo novo. Não se pode «professar» a virgindade, sem professar também a pobreza e a obe­diência.


Magalhães Luís
Mas dentro da Igreja Católica um padre pode casar-se. Basta ser padre católico da Igreja Católica de rito oriental.


Magalhães Luís
Só o padre de rito latino é que não pode casar.


Magalhães Luís
No rito ocidental se você quiser casar pode casar-se na Comunhão Anglicana e depois pedir para ser integrado na Igreja Católica.


Magalhães Luís
Por isso qualquer padre pode casar-se. Só tem é que escolher.


Magalhães Luís
Repito. Os três conselhos evangélicos (de «virgindade-pobreza-obediência») constituem teologicamente um unicum. Os três conselhos não são separáveis: na sua unidade eles evocam a fé na Santíssima Trindade (escolhe-se ser pobre perante o Pai rico de todos os dons; obedientes como o Filho; virgens pelo amor unificador e fecundo do Espírito Santo), eles unem intimamente o cristão ao mistério do Filho encarnado que viveu pobre, casto e obediente; exprimem com radicalidade o dinamismo das três virtudes teologais; conduzem ao redescobrir da estrutura originária do ser humano e an­tecipam o mundo novo. Não se pode «professar» a virgindade, sem professar também a pobreza e a obe­diência.

X
Magalhães Luís
Se não quiser invocar a santíssima Trindade na sua vida sacerdotal, tem o rito oriental e a Comunhão Anglicana.

Magalhães Luís........HIPOCRESIA ...e EGOCENTRISMO.......essa é sua religião esse é seu deus.......chega......sem definição..........................................................................................................................e o pior de tudo fica tentando se argumentar...............................................................seja seu sim. sim............seu não não o que vier além disso é maligno....................cada vez se compromete mais...quanto mais fala.....mais azeda tudo....


Magalhães Luís
Não quer entender é consigo. Mas pergunte a um padre se no rito oriental não se pode casar.


Magalhães Luís
Passar bem.

X
Tem muita sujeira em muitas lugares Magalhães Luís.......não em tudo mais em muita coisa em muita religião.....e escondem tudo debaixo do tapete.....conhecedores da Palavra ........é cheio de hipocrisia......enganação......só Deus para por terra toda sujeira......enganação.


Magalhães Luís
Que a afectividade e a sexualidade não são uma fatalidade, imposta pelas leis da natureza e da sociedade, mas são o campo de uma escolha livre, é o próprio Jesus quem o proclama, antes de mais sendo Ele próprio celibatário e proclamando que há aqueles que escolhem a via da continência por amor do Reino dos Céus (cf. Mt 19, 12). Ao proclamar a possibilidade desta escolha livre, o Senhor restitui ao casamento a sua dignidade de escolha livre. Sobretudo a mulher, que tinha a sua dignidade restringida à procriação, sente-se liberta e reconhecida na sua dignidade como pessoa. Não é por acaso que, na Igreja nascente, são as mulheres que escolhem a virgindade como caminho para seguir a Cristo, que suscitam o ideal da virgindade como caminho cristão de amor.


Magalhães Luís
Eu hoje retomo esse caminho. Por isso fico mais livre para estudar e poder depois partilhar.


Magalhães Luís
O celibato não é uma renúncia ao amor; é a escolha de um amor novo e este converge com o amor do Bom Pastor. A própria complementaridade homem-mulher encontra expressão de profundidade e de intimidade mística, onde o melhor de cada um exprime a comunhão dos santos. São Bento e Santa Escolástica, São Francisco e Santa Clara não são os únicos exemplos.

Magalhães Luís.......voce vive na carne......do seu próprio egocentrismo........faz um churrasco da própria carne e não consegue nem sentir dor.......nem ver nada......vive num arco íris......


Magalhães Luís
Eu escolhi este amor novo. Imitador de São Paulo. E das suas palavras: "Sem distracção".


Magalhães Luís
Você parece que quer me incentivar negativamente.


Magalhães Luís
Em vez de me ajudar. Eis um poema que descreve o que queremos ser. O que a nossa alma quer ser. »»»»»»»»»

Seja a alma humana leve, branca e pura como a neve, 
A fim de que a sua lisura seja tudo menos breve. 
Essa pureza química na verdade sã consiste; 
A mentira, triste mímica, lá não cabe, lá não existe. 
E assim, no refrigério dessa alva simplicidade, 
Encontra-se viva e salva a irmã humanidade!...

Miguel Neves